Transtornos Alimentares

definição, sintomas e tratamento

O que é

Transtornos alimentares que em geral se caracterizam por uma perturbação na alimentação envolvendo consumo ou absorção alterada de alimentos, comprometendo significativamente a saúde física e o funcionamento psicossocial.

 

ANOREXIA NERVOSA

Sintomas

  • restrição na ingestão calórica, ocasionando à perda significativa de peso

  • medo intenso de ganhar peso ou engordar

  • visão distorcida do próprio peso ou forma corporal

  • não reconhecimento da gravidade do baixo peso

 

 

BULIMIA NERVOSA

Sintomas

Para considerar o diagnóstico, o comportamento de compulsão alimentar deve ocorrer no mínimo 1 vez por semana durante 3 meses

  • episódios recorrentes de compulsão alimentar em um período determinado (ingestão de uma quantidade alimento  significativamente maior do que a maioria dos indivíduos consumiria no mesmo período e circunstâncias semelhantes)

  • sensação de falta de controle sobre a ingestão (sentimento de não conseguir parar de comer)

  • comportamento compensatório após a ingestão, a fim de evitar o ganho de peso (indução de vômito, uso de laxantes, jejum, exercício em excesso)

  • auto avaliação influenciada pelo peso e forma corporais

 

 

TRANSTORNO DE COMPULSÃO ALIMENTAR

Sintomas

  • episódios recorrentes de compulsão alimentar em um período determinado (ingestão de uma quantidade alimento  significativamente maior do que a maioria dos indivíduos consumiria no mesmo período e circunstâncias semelhantes)

  • sensação de falta de controle sobre a ingestão (sentimento de não conseguir parar de comer)

  • comer mais rápido que o normal

  • comer até sentir-se desconfortavelmente “cheio”

  • comer grandes quantidades de alimentos, mesmo sem fome

  • comer sozinho por vergonha do quanto está ingerindo e sentir-se culpado de deprimido na sequência

  • sofrimentos significativo em virtude da compulsão

 

  

Tratamento Psicoterápico

Os transtornos alimentares se desenvolvem envolvendo fatores socioculturais, familiares, biológicos e psicológicos o que requer um tratamento multidimensional com uma equipe profissional interdisciplinar envolvendo psicólogos, psiquiatras, nutricionistas e endocrinologistas. A psicoterapia cognitivo comportamental visa primeiramente a conscientização da doença, seus riscos, monitoramento, a aceitação do tratamento e entender os aspectos insatisfatórios da vida do paciente. Em paralelo trabalhar as crenças distorcidas em especial sobre autoimagem e autoestima

 

Referências

American Psychiatry Association (APA). Manual diagnóstico e estatístico de transtornos mentais: DSM-5. Porto Alegre: Artmed, 2014.

Fairbum, C. G., Cooper, P. J. Eating disorders. In K. Hawton, P. M., Salkovskis, J. Kirk & D. M. Clark. Cognitive behaviour therapy for psychiatric problems. New York: Oxford University Press, 1991.

Rangé, B. – Psicoterapias Cognitivos Comportamentais. Um diálogo com a psiquiatria. Porto Alegre: Artmed, 2001.

CRP 06/84018

Av. Leôncio de Magalhães, 1004, conj. 95, 9o andar - Jardim São Paulo - São Paulo -SP - 02042-001 

 (ao lado do metrô Jd. São Paulo)

 Zona Norte | proximidades: Tucuruvi, Parada Inglesa, Santana, Imirim, Casa Verde, Mandaqui.

011-98516-4141

  • Instagram
  • YouTube